5 dicas para economizar energia e reduzir a conta de luz - Setpar Empreendimentos

5 dicas para economizar energia e reduzir a conta de luz

11 fevereiro 2019

Quando o assunto é conta de luz, não tem jeito. O brasileiro sabe que esse é um gasto mensal que pesa bastante no bolso. Aliás, a energia elétrica do Brasil é uma das mais caras do mundo. Em 2015, o país ocupava o 6º lugar em um ranking mundial de países com a energia mais cara , conforme um estudo elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro e divulgado pelo Jornal da Globo.

Pois é! Não faltam motivos para o brasileiro repensar os hábitos de consumo e evitar sustos no fim do mês. Acredite: você irá perceber as mudanças nos meses subsequentes. Neste artigo, vamos trazer algumas dicas para ajudá-lo a economizar energia e, ainda, reduzir a conta de luz.

Bandeira tarifárias influenciam no preço da energia

Além dos reajustes anuais na conta de luz, as bandeiras tarifárias influenciam no preço final ao consumidor. Como a matriz energética do país é composta, em grande parte, por usinas hidrelétricas, períodos de seca podem reduzir os reservatórios. Para conter a demanda, são instituídas outras fontes de energia. Quem paga a conta? O consumidor.

Como resolver a situação? Veja cinco dicas:

1 – Evite horários de pico

Não é só no trânsito que tem horário de pico, sabia disso? Das 18h às 21h é o período em que todo mundo chega em casa e resolve tomar banho, fazer comida e ligar a tevê, por exemplo. Isso sobrecarrega o sistema e aumenta a demanda. Portanto, a tarifa horária é mais cara neste momento, pois todo mundo está consumindo energia. Uma forma de economizar é evitar tomar banho nesse período.

2 – Não deixe os aparelhos elétricos ligados na tomada

Mesmo se os aparelhos estiverem desligados, é importante tirá-los da tomada também. A estimativa é que os aparelhos em modo de espera sejam responsáveis por até 12% da conta de luz.

3 – Troque equipamentos antigos

Geladeiras antigas e tevê de tubo, por exemplo, consomem muito mais energia que modelos novos. A dica é observar aquelas letrinhas que acompanham os aparelhos. Elas vão de A a E, sendo o E o menos econômico e o A o mais econômico. O Selo Procel – aquela carinha preta e amarela, parecido com um emoji – também ajuda o consumidor a identificar os aparelhos mais eficientes.

4 – Troque lâmpadas convencionais por LED

Em relação às lâmpadas, a matemática é simples: as de LED consomem, em média, 9 watts, enquanto as convencionais chegam a usar 75 watts. Ou seja, use e abuse de lâmpadas LED. No final do mês, a estimativa é que a substituição gere uma economia de até 70% na conta de luz.

5 – Use com moderação aparelhos que consomem mais energia

Chuveiro, ar-condicionado, secadoras, máquina de lavar roupa e geladeira estão entre os eletrodomésticos que mais consomem energia. Por isso, evite banhos demorados; ligue o ar-condicionado somente quando necessário; lave e seque a máxima quantidade de roupas de uma vez; instale a geladeira em um local ventilado e evite deixá-la aberta desnecessariamente.

Não se esqueça das regras básicas para economizar energia

Além das dicas acima, algumas regras básicas facilitam a vida de quem pretende economizar energia. Desligar as luzes e aproveitar a iluminação natural é a tarefa mais fácil do mundo e pode ser feita por todos (até pelas crianças). Agora, os adultos podem ajudar pintando as paredes da casa de branco, o que oferece claridade e amplitude ao ambiente.

A longo prazo, o investimento em painéis solares é a solução para quem quer diminuir de vez o valor da conta de conta de luz. Embora a compra e o custo de instalação sejam altos, o investimento traz resultados concretos e positivos. A estimativa é que haja uma redução de até 95% na fatura de energia. Além, é claro, de ser uma alternativa sustentável.

E você, já sabe qual dica irá usar? Aproveite, também, para conferir o artigo “5 dicas para economizar na conta de água”.