O que você precisa saber para identificar o terreno ideal - Setpar Empreendimentos

O que você precisa saber para identificar o terreno ideal

3 junho 2019

A escolha do terreno é um aspecto fundamental de qualquer processo de loteamento. É nele onde sua casa será construída, o que faz com que ele seja sua propriedade por bastante tempo. O terreno é a base da casa, por isso conhecê-lo muito bem é fundamental para ajudar a construir o imóvel dos sonhos. Portanto, é preciso ser capaz de reconhecer alguns itens técnicos para identificar o terreno ideal.

A legislação

A legislação rege a sociedade, portanto, é fundamental conhecer os aspectos legais para a identificação do terreno. O que tem mais influência nesta escolha é a lei de zoneamento municipal, que divide a cidade ou município em certas áreas, determinando o que pode ou não ser construído em cada uma delas.

O ideal é conhecer exatamente quais são as limitações do terreno, antes de comprá-lo para um objetivo que pode não ser permitido pela prefeitura. São diversos pontos que a prefeitura observa no intuito de determinar os tipos de construções que podem ser feitos, além da ocupação e do uso do solo. As exigências mais comuns são:

  • Recuos laterais e frontais: determina quantos metros devem ser deixados sem construção na frente e nas laterais do terreno;
  • Taxa de ocupação: determina o percentual do terreno em que pode haver construção;
  • Coeficiente de aproveitamento: determina o máximo de metros quadrados que a construção toda pode ocupar;
  • Altura máxima: medida a partir do nível da rua.

É fundamental conhecer todos os projetos antes de comprar o terreno, e compará-lo com o projeto, de modo a garantir que o mesmo será coberto no solo comprado.

Os aspectos físicos

Falando no solo, suas características físicas também têm um peso grande na identificação do terreno. É claro que ninguém espera que você seja um especialista em geografia, mas existem algumas observações bem básicas que podem ser feitas facilmente. As principais são:

Topografia

A topografia tem um impacto forte no custo da construção e no destaque da casa. Esse tópico se reflete na inclinação do terreno em relação à rua.

Um terreno plano é aquele com a mesma inclinação da rua, em que existe uma mínima dificuldade na construção. Já o com aclive tem os fundos maiores do que a frente, dando um maior destaque visual à casa. Por outro lado, o com declive tem o fundo mais baixo. Este geralmente dá mais privacidade, mas demanda uma construção mais desafiadora por conta da dificuldade com a rede de esgoto e as águas das chuvas.

Muitas vezes, a construção de um muro de arrimo se faz necessário nesse tipo de terreno um pouco mais irregular.

O tipo de solo

O tipo de solo também é bem importante. O ideal é perguntar ao vendedor o tipo de solo, e observar se existe uma presença muito grande de pedras e de água. As pedras significam um solo duro o que dificultará o trabalho no momento de escavar para as fundações. Já a água traz muita dor de cabeça quando o assunto são as infiltrações, visto que estas são mais comuns.

Geralmente, terrenos com lençol freático próximo ou em aterros sanitários têm um solo muito frágil.

Orientação solar

A orientação solar também é importante para determinar o posicionamento da casa e tentar aproveitar ao máximo a luz natural. Normalmente, para onde a casa está apontada reflete a incidência do sol:

  • Sul: não recebe incidência do sol;
  • Oeste: recebe o sol da tarde;
  • Leste: recebe o sol da manhã;
  • Norte: recebe o sol durante todo o dia.

Por fim, também é importante observar toda a infraestrutura de esgoto, água, asfalto, coleta de lixo e todos os outros aspectos necessários para a construção de uma casa.

Com esses itens técnicos, você tem muito mais propriedade no momento de escolher o terreno ideal para a sua casa. Esse é um investimento enorme, tanto de tempo como de dinheiro, fazendo desta escolha uma das mais importantes.

Portanto, agora você está preparado para saber como obter sucesso na compra de um terreno!