O que devemos saber sobre as queimadas? - Setpar Empreendimentos

O que devemos saber sobre as queimadas?

3 dezembro 2019

As queimadas fazem parte da história da agricultura desde os primórdios do mundo e, no Brasil, existem registros de sua utilização desde a época em que éramos somente uma colônia de Portugal.

Atualmente, as queimadas são muito discutidas por serem prejudiciais a saúde, à fauna e a flora. Muito praticada dentro das cidades e nos bairros com terrenos baldios, o assunto vem ganhando força para evitar futuros problemas.

A seguir, você vai descobrir tudo o que é preciso saber sobre as queimadas no Brasil.

Por que as queimadas acontecem?

As queimadas estão entre as mais antigas técnicas agrícolas, sendo usadas até hoje no meio rural, com o objetivo de retirar a vegetação natural de um lugar para deixá-lo livre e propício para o plantio ou para formação de pastos.

Mesmo sendo uma técnica primitiva, muitos agricultores continuam a optar pelas queimadas pelo fato de o processo ser rápido e de baixo custo. Além disso, muitos deles consideram as cinzas deixadas pelo fogo como uma espécie de adubo natural que colabora para a fertilização do solo. Porém, essa maneira de limpar e preparar o solo é altamente criticada por ambientalistas e técnicos da área. Isso, porque as queimadas impactam o meio ambiente de diversas formas negativas.

As queimadas na cidade

As queimadas não ocorrem somente em áreas de floresta e nem sempre estão relacionadas à agricultura. Nas áreas urbanas é comum que, em bairros menos movimentados e em terrenos baldios, os moradores aproveitem o período de seca para limpar a área e eliminar o lixo acumulado em casas, calçadas e áreas públicas.

Normalmente, a pessoa que faz uso do fogo não tem ideia das consequências que ele pode trazer. Terrenos baldios, por exemplo, devido a falta de utilização, são extremamente suscetíveis a incêndios resultantes das temperaturas mais altas combinadas a baixa umidade. Nesse cenário pode ser difícil controlar as chamas e, apenas um simples vento pode fazer com que todo o local se incendeie.

As queimadas acabam afetando todos que vivem na região, uma vez que, a fumaça produzida pode alcançar longas distâncias e intoxicar a população, sendo mais prejudicial para crianças e idosos, que possuem sistema imunológico menos resistente. Além disso, a possibilidade do fogo se alastrar e atingir residências próximas não é pequena.

Os impactos negativos das queimadas

Dentre os problemas causados pelas queimadas está a liberação de dióxido de carbono na atmosfera, substância que polui o ar e contribui para o aquecimento global e aumento do efeito estufa. Além disso, os diversos produtos presentes na fumaça das queimadas são tóxicos, podendo causar doenças respiratórias e outros danos à saúde.

Outra consequência negativa das queimadas é o desequilíbrio do ecossistema. Elas matam os microorganismos presentes no solo e reduzem a absorção de água, tornando-o pobre. O fogo agride a flora e a fauna, fazendo com que os animais precisem migrar para nichos aos quais não estão adaptados. Após o fim dos incêndios, o solo, sem as plantas que o estabilizava, fica mais suscetível a ação da água da chuva, facilitando a ocorrência de erosões.

Além de todos esses problemas, as queimadas ainda podem trazer outras consequências, como:

  • Aumento das inundações em áreas urbanas, uma vez que a vegetação e o solo não conseguem mais absorver toda a água da chuva;
  • Rios, nascentes e fontes subterrâneas deixam de ser abastecidos pela água;
  • Animais morrem durante o depois do fogo, por falta de comida e abrigo;
  • O fogo causa destruição de edifícios, rodovias, ferrovias, redes de telecomunicações e estações elétricas;
  • Nas florestas, a flora se transforma em arbustos, reduzindo a produtividade do ambiente, diminuindo a liberação de vapor d’água e tornando a floresta rochosa e estéril.

Como evitar as queimadas

Embora a ocorrência das queimadas esteja diretamente ligada à agricultura, algumas atitudes simples podem evitar as queimadas acidentais. A primeira delas é não jogar lixo em locais onde haja mato ou algum outro tipo de vegetação, principalmente aqueles que possam originar incêndios, como cigarro, latas e garrafas que se aquecem com facilidade e outros materiais inflamáveis.

Para quem tem o hábito de acampar, é importante lembrar-se de nunca acender fogueiras muito próximas da vegetação e sempre garantir que elas sejam totalmente apagadas.

Nas cidades, o melhor jeito de evitar queimadas é não usar o fogo como maneira de eliminar materiais indesejáveis e, em festas, os balões de festa junina e fogos de artifício também devem ser evitados.

Diminuir o risco de queimadas no seu bairro parte da boa vontade e do engajamento dos seus moradores em prol do lugar onde moram. Por isso, montamos um vídeo que está logo abaixo, para ajudá-lo a evitar riscos de queimadas no seu bairro.

As queimadas podem ser boas?

Existem ecossistemas específicos, como o Cerrado, por exemplo, em que determinadas espécies de plantas só germinam ou frutificam quando expostas às queimadas e altas temperaturas e, nesses casos, os animais da região também estão adaptados aos incêndios, conseguindo se proteger do fogo. Porém, mesmo nesses biomas, a queimada precisa acontecer de forma natural e espontânea, uma vez que, incêndios criminosos destroem uma parte importante da vegetação local.

A seguir, você vai descobrir tudo o que é preciso saber sobre as queimadas no Brasil.

Por que as queimadas acontecem?

As queimadas estão entre as mais antigas técnicas agrícolas, sendo usadas até hoje no meio rural com o objetivo de retirar a vegetação natural de um lugar para deixá-lo livre e propício para o plantio ou para formação de pastos.

Mesmo sendo uma técnica primitiva, muitos agricultores continuam a optar pelas queimadas pelo fato de o processo ser rápido e de baixo custo. Além disso, muitos deles consideram as cinzas deixadas pelo fogo como uma espécie de adubo natural que colabora para a fertilização do solo. Porém, essa maneira de limpar e preparar o solo é altamente criticada por ambientalistas e técnicos da área. Isso, porque as queimadas impactam o meio ambiente de diversas formas negativas.

Os impactos negativos das queimadas

Dentre os problemas causados pelas queimadas está a liberação de dióxido de carbono na atmosfera, substância que polui o ar e contribui para o aquecimento global e aumento do efeito estufa. Além disso, os diversos produtos presentes na fumaça das queimadas são tóxicos, podendo causar doenças respiratórias e outros danos à saúde.

Outra consequência negativa das queimadas é o desequilíbrio do ecossistema. Elas matam os microorganismos presentes no solo e reduzem a absorção de água, tornando-o pobre. O fogo agride a flora e a fauna, fazendo com que os animais precisem migrar para nichos aos quais não estão adaptados. Após o fim dos incêndios, o solo, sem as plantas que o estabilizava, fica mais suscetível a ação da água da chuva, facilitando a ocorrência de erosões.

Além de todos esses problemas, as queimadas ainda podem trazer outras consequências, como:

  • Aumento das inundações, uma vez que a vegetação e o solo não conseguem mais absorver toda a água da chuva;
  • Rios, nascentes e fontes subterrâneas deixam de ser abastecidos pela água;
  • Animais morrem durante o depois do fogo, por falta de comida e abrigo;
  • O fogo causa destruição de edifícios, rodovias, ferrovias, redes de telecomunicações e estações elétricas;
  • A flora das florestas se transforma em arbustos, reduzindo a produtividade do ambiente, diminuindo a liberação de vapor d’água e tornando a floresta rochosa e estéril.

Outras razões para as queimadas

Além das queimadas provocadas para retirar a vegetação original do solo, existem outros motivos para que elas aconteçam. Dentre eles temos:

  • Queima de canaviais durante a colheita de cana-de-açúcar;
  • Vandalismo e negligência da própria população que, muitas vezes, descarta cigarros acesos e outros materiais inflamáveis as margens da floresta;
  • Balões e fogos de artifícios usados de forma inadequada em festas e comemorações;
  • Disputas pela posse de terra que motivam queimadas criminosas.